Postagens

Mostrando postagens de 2012

Apaixone-se!

Imagem
Há quem diga que estar apaixonado nos faz enxergar o mundo com outros olhos, por uma outra perspectiva. Mas apaixonar-se não é para qualquer um. Não é para quem quer, para qualquer amador. Apaixonar-se é para quem gosta de desafios, é virtude dos corajosos. Apaixonar-se é para aqueles que estão dispostos a enfrentar o desconhecido, a se expor, a tornar-se vulnerável, seja por uma vida inteira ou apenas por um momento. Apaixonar-se é para aqueles que abrem mão de ter controle sobre as situações, se dispõem à encarar o desconhecido e têm a audácia de se permitir experienciar um mundo cheio de possibilidades, sabendo que dentre elas possa ser necessário lidar com frustrações. Apaixonar-se é para aqueles que sabem reconhecer que toda conquista tem seu preço, para aqueles que têm medos, mas não se deixam dominar por eles e se permitem ser feliz. Portanto, desafie-se: apaixone-se! Pela vida, por sua família, por seu cachorro, pelo seu trabalho, por alguém. Aceite a ideia de que o futuro é …
Imagem
O tempo havia passado, mais do que eu calculara.Virei de imediato para me despedir e, pela primeira vez em muito tempo, eu realmente fui pega de surpresa. Era como se ele já estivesse calculando tudo, só esperando uma oportunidade.
...
Era um dia quente e ensolarado quando o avião pousou. O piloto anunciara a temperatura: 30º. Eu estava ali apenas de passagem, minha estadia não duraria mais do que 1h e isso me deixava ainda mais ansiosa. Cada minuto deveria ser muito bem aproveitado. Desci do avião e me segurei para não sair correndo até o portão de desembarque. Qual não foi minha surpresa quando, ao atravessá-lo, não avistei nenhum rosto amigo. Ele não estava esperando como eu imaginei - pra não dizer idealizei - que seria. Sentei-me em um banco proximo a porta de entrada do aeroporto e meus olhos alternavam desesperadamente entre ela e o relógio. "Cadê você?" perguntei por sms, fingindo pouco caso. "Já estou chegando" ele respondeu. …

Adeus, então.

Imagem
"Era você que estava faltando para eu ficar feliz". Foram as palavras que li na caixa de mensagens do meu celular ao acordar naquele dia frio de inverno. Ainda não havia terminado de ler, meu rosto foi preenchido por um sorriso. Li e a reli várias vezes, sorrindo feito boba em cada uma delas, antes de levantar-me da cama. Era quase meio-dia. Você estava no trabalho e eu, em sua casa, contava as horas e os minutos pra te ver novamente. Sentir teu cheiro, seu abraço, seus olhos perdidos nos meus. O dia pareceu correr vagarosamente até que, ao término do pôr-do-sol, você apareceu. Te vi pela janela da sala, com seu traje social. Embora cansado e "bagunçado", como costumava dizer, você estava lindo. Não pude conter o sorriso, finalmente poderia matar a saudade. Corri e te envolvi em abraços e beijos que, carinhosa e alegremente, você correspondeu. Entre as poucas lembranças que minha limitada memória me permitiu guardar, esta é uma das mais fortes que tenho, tão vívid…
Não se culpe ou se arrependa quando falar sobre seus sentimentos e eles não forem expressamente correspondidos. Nunca devemos nos arrepender por demonstrar as pessoas o quanto nos importamos com elas, erramos apenas quando deixamos que elas maldosamente tirem vantagem disso.

Desabafo

A gente erra por esperar dos outros mais do que eles tem a oferecer; bem como os outros erram quando esperam e reivindicam de nós mais do que aquilo que, no momento ou mais além, possamos dar. A vida é baseada em trocas: nos relacionamentos, nas compras, nos negócios, no ecossistema. Todos tem sempre algo a oferecer, e algo que quer ter. Mas um "produto" que está em falta no "mercado", e me admira que algo tão simples seja comprado e até negociado e poucos estejam dispostos a simplesmente dar, a simplesmente amar. Mas a verdade é que talvez estejamos procurando nos lugares errados, nas pessoas erradas... nas pessoas. Nós só podemos dar daquilo que temos, seja pouco ou em abundância. E a verdade é que a única fonte inesgotável de amor, de onde flui o verdadeiro amor - não o que nós DIZEMOS ter, com palavras vazias de ação, não o que nós achamos existir aqui - é em Deus. Já tive muitas certezas na vida, mas hoje as únicas que tenho é que um dia partirei desse mundo …
Imagem
‎"Há duas dores: a primeira é a dor da perda. Já a segunda é a dor de abandonar o amor que sentíamos. A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre, sem um sentimento especial"
Faz marra, diz que não quer mais saber, que esqueceu e seguiu em frente mas ainda age tentando impressionar, querendo mostrar estar por cima, o olho ainda corre procurando aquele nome na lista de contatos. Só podemos afirmar ter superado algo ou alguém quando aquilo não passa de mera lembrança ocasional, caso contrário meu bem, o passado ainda é presente. A verdade é que é difícil largar, dizer adeus para aquilo que nós sabemos que deve ir, mas não queremos que vá. Acredito que devemos enfrentar nossos medos e desejos de frente, encará-los até que entendam quem é que manda e superá-los. Mas há quem diga que quando o enfrentamento e a mudança gradual e negociável não são possíveis, quando não somos fortes o suficiente para seguir em frente, é necessário ser radical. Cortar de vez, sem desculpas, porque's ou avisos prévios. Sou obrigada a concordar. 


E a saudade?

Imagem
E se alguém souber, responda-me por favor: e quando a paixão se esvai; o medo some e o ciúmes parte, mas deixa para trás a saudade? Talvez cuidássemos mais de nossos relacionamentos se soubessemos as consequências irreparáveis que certas decisões podem desencadear. Eu confesso: eu te amo. Desejo sua presença no meu dia-a-dia; compartilhar momentos; sentimentos; acontecimentos. Desculpe-me a confusão: te quero pra sempre ao meu lado, mas não como está pensando. O amor é mais do que eros; tem a capacidade de assumir variadas formas e expressar-se como amigo, irmão, chegado, família. Tenho por ti esse apreço imenso, esse desejo de querer bem - e com a distância - essa saudade de algo que falta. Falta sua risada, sua cara feia, suas brincadeiras, seu carinho, sua preocupação. Falta sua amizade, seu companheirismo, seu viver despreocupado. É verdade que todos os relacionamentos deixam marcas. Alguns deixam traumas. O seu deixou saudade. Foi mais do que uma experiência, são mais do que le…

Mude.

Imagem
Mude. Devagar, radicalmente, um pouco, rapidamente... Da maneira como preferir, mas não tenha medo de mudar. Há sempre algo em nós que pode ser melhorado; aperfeiçoado; modificado. Há sempre algo a ser descoberto, desvendado, explorado. Mas olhe bem seus motivos... Faça isso por você! Porque os outros também mudam, os outros também mudam de opinião, os outros têm a vida deles para cuidar (embora alguns não tenham percebido isso). E a questão é que quem terá que conviver 24h com você, é você mesma. Quem irá pagar pelas consequências e lidar com os seus problemas é você. Então não deixe que te digam o que fazer; deixe que te aconselhem, que te ajudem, que se importem, e sempre que possível retribua, mas não deixem que vivam sua vida por você. Não seja tão resistente, não insista em segurar e guardar as velhas memórias; as velhas lembranças. Elas jamais deixarão de fazer parte da sua história, mas deixarão de aprisionar sua vida com sentimentos que fazem doer. Mudar não é perder a essên…

O que não mata, fortalece.

Imagem
"Cuide bem do seu amor, seja quem for" é o que canta o vocalista da banda Paralamas do Sucesso em uma de suas músicas. Eu estenderia essa frase no para cuide bem do seu amor, dos seus amigos, da sua família, seja quem for.  A gente tem essa mania prepotente de achar que sabe tudo da vida, que é uma ótima pessoa, que quem tem defeitos são os outros, que a desgraça só acontece na casa ao lado e o protagonista-injustiçado daquele filme mamão-com-açucar somos nós. Acreditamos que, como em um filme, no final tudo dará certo, seremos recompensados e felizes para sempre. Essa afirmação é verdadeira em partes. O que esquecemos é que, quanto seres humanos - e não meros personagens - somos responsáveis por nossos atos, pelas consequências de nossas ações. Dessa maneira, somos responsáveis sim por boa parte das impressões que as pessoas a nossa volta formam sobre nós e como as fazemos se sentir. Mas ninguém melhor do que a própria vida para nos ensinar, pelo amor ou pela dor, o que PRECI…
Imagem