domingo, 8 de agosto de 2010

Freedom

  As vezes tenho vontade de te apertar, te abraçar, te roubar pra mim e vezes outras de apenas te deixar ir. Não me leve a mal, eu sou assim: quero tudo e nada ao mesmo tempo. Quero alguém que me ame, me abrace, sonhe e ande comigo, mas não quero que viva a minha vida. Desejo que esse mesmo alguém viva, ame, sinta, sonhe e ande no seu próprio ritmo, sem se apressar ou diminuir o passo. Ao mesmo tempo que te tenho te deixo livre pra ser o que, como e quem quiser. Mas essa é uma virtude de duas faces: a independência e o egoísmo.
  Desde criança, aprendi a andar com minhas próprias pernas e desde então não deixo que alguém trace o meu caminho por mim. Não exijo que me amem, me queiram, me abracem, me beijem, fiquem ao meu lado: cada pessoa é livre pra tomar as decisões que bem entender. Sou ciumenta e insegura, mas só falo o necessário e omito qualquer exagero. Ao mesmo tempo que o faço pela outra pessoa, o faço por mim. Não tiro a liberdade de ninguém porque não quero que tirem a minha. Eu não sei voar com as asas amarradas, não sei andar com as pernas atadas... preciso ser livre pra tomar as minhas decisões, exercer minhas vontades e essa liberdade que me faz escolher pelo bem do outro. É essa liberdade que me faz querer estar do lado de alguém. Vou estar sempre ao seu lado, fazendo o que puder pra te agradar e para que ambos sejamos felizes. Ainda assim, nem sequer pense em me prender, em querer mandar em mim: eu sou livre e no momento em que você pensar isso eu ja estarei longe; correndo pela minha liberdade, correndo pela minha vida! ;)

Nenhum comentário: